O que Ninguém lhe Conta sobre Como Fazer Curriculo de Verdade.

 

Todas as vezes que tenho que contratar pessoas, o processo é doloroso. Seja para trabalhar comigo, seja para indicar para os meus clientes, contratar/indicar pessoas não é algo fácil. E os motivos são óbvios: Ninguém gosta de errar, perder tempo, perder dinheiro ou prejudicar sua própria imagem dentro da empresa.

 

Se você conseguir perceber a essência desses 4 aspectos e trabalhá-los corretamente, suas chances já aumentam consideravelmente em um processo seletivo.

 

Eu recebo propostas direto, porém, tenho que recusar simplesmente porque não consigo atender. E também não consigo passar a demanda adiante. Falta gente qualificada? Não, o que falta são sistemas que propiciem o encontro das pessoas certas com as oportunidades certas. Eu até procuro essas pessoas, mas sem sucesso! Muitos são eliminados só de olhar para o famoso curriculum, mas não pelos motivos que você deve imaginar. E já vou falar melhor disso adiante.

 

O ponto é que refletindo sobre esse cenário, cheguei a conclusão que uma forma de minimizar o problema “contratação” seria ajudando as pessoas a se posicionarem melhor. Facilitando a vida delas e as de quem contrata.

 

Se você acha que o motivo de eliminação de um candidato em um processo seletivo é a falta de uma determinada experiência ou um MBA, sinto lhe dizer que você está errado.
Sim, muitas empresas, principalmente as grandes, tem um processo de seleção surreal. Eles pedem tudo e mais um pouco, oferecem um salário ridículo e ainda se acham os poderosos. O que eles não pensam são nas conseqüências disso, tanto na vida da empresa (potenciais processos trabalhistas e tempo jogado fora com um funcionário que não vai durar), quanto na vida da pessoa que precisa aceitar aquela condição momentaneamente. É uma bomba prestes a explodir e ambos sabem disso.

 

Mas, voltando a minha proposta inicial, uma simples forma de você melhorar muito as chances de encontrar mais rápido a empresa ou projeto certo para trabalhar (e não ter que aceitar qualquer coisa) é começando pela sua apresentação. Isso mesmo: O SEU CURRÍCULO!

 

Honestamente, a impressão que tenho é que 90% das pessoas encaram seus currículos como uma ficha que elas precisam preencher para uma vaga de emprego.

 

Que fique claro: Um Currículo não é uma Ficha e as empresas sérias não estão procurando preencher uma Vaga de Emprego.

 
E é essa falta de visão que elimina a maioria. Me permita repetir: E é essa falta de visão que elimina a maioria. Mas fique calmo, pois originalmente a culpa não é sua. A indústria da educação luta diariamente para que você não saia “do trilho”. Mas ela não é a única, se você não acredita, considere assistir este documentário.

 

Mudando a Sua Perspectiva – Como Fazer Curriculo
Mudando a sua forma de pensar, o Currículo é a sua Proposta Comercial ou Carta de Vendas. Uma Entrevista é na verdade uma Reunião. E Você não está atrás de um Emprego, mas de um Cliente interessado nos seus Produtos (Competências) e em seus Casos de Sucesso (Experiências).

 

Como Fazer Curriculo
Como Fazer Curriculo

 

 

 

 

 

 

Eu posso te garantir, se você verdadeiramente entender essa perspectiva, suas chances começarão a aumentar drasticamente nas próximas reuniões, pois sua postura tende a mudar. Seu discurso ficará melhor e você entenderá também a perspectiva da contratante. Em minha opinião, empresas sérias (aquelas em que vale a pena trabalhar) não querem preencher vagas, elas querem e precisam resolver um problema de demanda. Elas precisam comprar de alguém, mas o problema é que existem muitas opções no mercado e pior, todo mundo “se vende” exatamente da mesma forma (e geralmente mal)!

 

E é aí que está a sua grande oportunidade: Como O que Você Faz Pode Preencher a Demanda? E Como Apresentar isso de forma diferenciada dos seus concorrentes?

 

Eu conheço excelentes profissionais, técnicos espetaculares, pessoas que ganham altos salários, mas que são péssimos em sua própria apresentação. Infelizmente, aceitando isso ou não, você precisará se apresentar melhor para conquistar novas oportunidades. E isso começa construindo um currículo de verdade! Não aquele que você só atualiza quando está desempregado ou desesperado para mudar de empresa. Nem aquele que só possui uma única versão para todas as oportunidades que se candidata. E claro, o currículo é só a “ponta do iceberg”, existe muito mais trabalho a fazer depois.

 

 

 http://www.comece.me/o-que-ninguem-lhe-conta-sobre-como-fazer-um-curriculo-de-verdade/

Como Fazer Curriculo

Como Fazer Curriculo

Como Fazer Curriculo

Como Fazer Curriculo

Como Fazer Curriculo

Como Fazer Curriculo